Isolda diz: “Não existe confronto esquerda e direita, é o retorno do fascismo”

por Amanda Santana Balbi publicado 11/04/2018 12h37, última modificação 11/04/2018 12h37
Movimento autoritário, sem democracia, retoma ditadura
Isolda diz:  “Não existe confronto esquerda e direita, é o retorno do fascismo”

Isolda foi taxativa ao afirmar que hoje manda no Brasil quem não tem voto

Mostrando preocupação com o momento político que atravessa o país, a vereadora Isolda Dantas (PT) mais que um mero pronunciamento propôs uma reflexão em relação ao quadro geral da política nacional. Na avaliação da petista, o que existe hoje não é um confronto entre ideologia de esquerda ou direita, o que seria normal, a advertência é contra o retorno do fascismo ao Brasil.

Polarizar o confronto entre esquerda e direita faz parte da política nacional. “Não tem nenhum problema, sempre existiu esse embate de ideias, o que nos preocupa é olhar pessoas comemorando a prisão do ex-presidente Lula, enquanto se tenta retomar o fascismo no Brasil de forma autoritária e, sem observar a democracia”, adverte a vereadora.

A crítica de Isolda, reafirmou, é contra a possibilidade de o autoritarismo reinar e, isso acontecendo, todos perdem. “Parem de comemorar a prisão de Lula, pois todos e a própria política perde com isso. Cito aqui a declaração de Jader Barbalho ao afirmar que estão desconsiderando a constituição e quando isso acontece a ditadura reina”, acrescentou.

A preocupação é com a inversão de valores e atribuições. Isolda foi taxativa ao afirmar que hoje manda no Brasil quem não tem voto, lembrando inclusive o ato de um juiz de primeira instância que não permitiu a visita de alguns governadores e senadores ao ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Receber visita seria um direito legal de quem se encontra detido.


Por Sérgio Oliveira – Comunicação CMM

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.