Vereadora Aline Couto fala de dificuldades de acesso às secretarias

por Regy Carte publicado 03/04/2018 12h25, última modificação 03/04/2018 12h25
Parlamentar cobra liberação de medicamentos e recuperação de ruas e estradas
Vereadora Aline Couto fala de dificuldades de acesso às secretarias

Vereadora Aline Couto discorreu sobre assuntos da comunidade (foto: Edilberto Barros/CMM)

Explicando à população que não cabe ao vereador executar qualquer tipo de obra, a vereadora Aline Couto (PHS) foi mais enfática ainda ao dizer que, do seu papel de cobrar, buscar o benefício para a população, ela não irá abrir mão. A posição foi tomada, durante sessão na Câmara Municipal na terça-feira, 03, para em seguida expor as dificuldades encontradas para trabalhar suas reivindicações em algumas secretarias da Prefeitura de Mossoró.

Citou como exemplo o pedido da população para que o município volte a dispor de medicamentos psicotrópicos, que não estão sendo encontrados nas unidades de saúde. “Vou procurar a secretaria competente para saber o que vem sendo feito para resolver o problema, pois essa é uma situação delicada para aquelas famílias que tem alguém com distúrbio mental e precisa frequentemente do medicamento de controle”, expôs a vereadora.

Recuperação

Outro tema abordado pela vereadora diz respeito à recuperação de ruas no centro urbano de Mossoró e das estradas de acesso à zona rural. No bairro Sumaré, zona leste, de acordo com Aline Couto, moradores reclamam com frequência das ruas intransitáveis, por conta do grande número de buracos.

Na Marechal Deodoro, zona norte, no trecho onde começa a estrada de acesso para a comunidade de Cajazeiras, a vereadora disse que a lama e o buraco impedem o trânsito. Falta até máquina para abrir as estradas de acesso as comunidades da zona rural.

A coleta do lixo é outra preocupação do gabinete de Aline Couto. “Já fizemos várias solicitações, como também outros vereadores, porém o setor responsável não tem dado uma resposta adequada para resolver, por exemplo, problemas de lixo acumulado no Parque da Cidade, Pousada dos Thermas, além das ruas Alexandre Baraúna e Lira Tavares. Como visto, o problema é quase em toda cidade e as secretarias precisam atender nossos pleitos”, cobra Aline.

 

Por Sérgio Oliveira - Redação/CMM

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.