Escola Cunha da Mota convoca vereadores para debater ensino público

por Nicole Maria de Abreu e Silva publicado 31/07/2017 07h51, última modificação 31/07/2017 07h51
O reunião foi realizada com o objetivo de discutir o ensino público e a possibilidade de remanejamento de alunos da Escola Estadual Alfa Ville, que está ameaçada de fechamento e funciona em sistema de comodato.

A Escola Estadual Cunha da Mota, localizada no bairro Bom Jardim, em Mossoró, convidou os vereadores da cidade a uma reunião na manhã de quinta-feira, 27, para discutir o ensino público e a possibilidade de remanejamento de alunos da Escola Estadual Alfa Ville que está ameaçada de fechamento e funciona em sistema de comodato.  

Segundo a coordenadora pedagógica, Luzitana Saraiva, a discussão é mais do que necessária diante da situação delicada em que várias escolas da cidade estão passando, com turnos inteiros sem funcionar. “Vemos escolas com turnos fechados, aqui mesmo na Cunha da Mota estamos funcionando pela manhã com ensino fundamental, à tarde com 40 alunos no Mais Educação e à noite está ocioso”, explica.

Os vereadores, como representantes do povo, foram chamados para ficarem a par da situação e se engajarem na causa. “São vários fatores que envolvem a escola pública, não é só questão de estrutura física. Então pela educação, pelo que a escola representa na sociedade precisamos que os governantes nos ajudem”, destacou o professor de matemática Antônio Viana.

A inspetora escolar Rejane França informou que a Escola Cunha da Mota está apta a receber os alunos da Escola Alfa Ville caso esta seja realmente fechada. “Nós temos cinco salas de aulas que podem receber esses estudantes. E a Escola Estadual Antônio Gomes também se propôs em receber outra parte”, afirmou.

Para a vereadora Isolda Dantas (PT) é preciso tornar público a grave situação das escolas do município e também o gasto de dinheiro público com espaços que são alugados ou que funcionam por comodato. “Sou a favor de que dinheiro público deve ser aplicado no serviço público, portanto, sou contra o sistema de comodato. Porém, é preciso tornar público todo esse processo para ser compreendido pela sociedade. As escolas precisam ser olhadas com mais atenção pela gestão do executivo”, salientou.

Ao fim da reunião, os vereadores convidaram os educadores a fazerem uso da tribuna no plenário da Câmara Municipal de Mossoró (CMM) e expor a situação aos mossoroenses.

Assessoria de Imprensa vereadora Isolda Dantas

KelRest
KelRest disse:
29/06/2019 00h17
Zithromax Dosage Upper Respiratory Infection [url=http://tadalafonline.com]online cialis[/url] Prix Du Cialis Medicament Prix Viagra Boite De 8
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.