Isolda Dantas defenderá encaminhamentos retirados na Audiência Pública sobre Políticas Públicas para Pessoas LGBTs

por Amanda Santana Balbi publicado 19/05/2017 09h05, última modificação 19/05/2017 09h05
A Audiência Pública realizada pelo mandato da vereadora Isolda Dantas (PT) na tarde desta quinta-feira contou com apoio de vereadores e vereadoras e a presença de grupos e coletivos que defendem a ampliação de políticas públicas para as pessoas LGBTs no município, combate à LGBTFobia, assim como a garantia de direitos humanos conforme determina a Constituição Brasileira.
Isolda Dantas defenderá encaminhamentos retirados na Audiência Pública sobre Políticas Públicas para Pessoas LGBTs

Foto: Edilberto Barros

A Audiência Pública realizada pelo mandato da vereadora Isolda Dantas (PT) na tarde desta quinta-feira contou com apoio de vereadores e vereadoras e a presença de grupos e coletivos que defendem a ampliação de políticas públicas para as pessoas LGBTs no município, combate à LGBTFobia, assim como a garantia de direitos humanos conforme determina a Constituição Brasileira.

Participaram da mesa da audiência além da vereadora Isolda Dantas, o professor Raniere Fernandes representando o mandato de Larissa Rosado, Joriana Pontes, Marcos Vinícius e Yuri Costa do coletivo Dêbandeira, Fernanda Kaline - coordenadora do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no município, Elton Ferreira membro do conselho regional de psicologia, Sargento Regina - coordenadora de Políticas de Direitos Humanos e igualdade racial do Governo do Estado, Ana Vitória estudante de Direito e membro do CRDH da UFERSA. O público foi constituído especialmente por artistas, professores (as), jornalistas, servidores (as) públicos e estudantes de várias escolas estaduais e municipais e os integrantes dos coletivos e movimentos sociais.

Na audiência, a vereadora Isolda Dantas passou a sua palavra para a atriz e membro do coletivo Dêbandeira, Joriana Pontes que abriu as atividades da audiência lembrando as gerações que pagaram com a vida e com sangue para que na atualidade esses temas pudessem ser discutidos em espaços da política, como é o caso da Câmara Municipal. O membro do coletivo Dêbandeira, Marcos Vinícius falou em seguida lembrando os casos e mortes de mossoroenses travestis, trans e homossexuais vítimas da LGBTFobia.

O professor Raniere Fernandes, representante do mandato da deputada Estadual Larissa Rosado, ressaltou emendas da legislatura estadual que foram propostas para a garantia dos direitos das pessoas LGBTs no cenário potiguar.

Mas um dos momentos mais emocionantes foi a fala da estudante e acadêmica de Direito na Universidade Federal do Semi Árido, a trans Ana Vitória que no seu depoimento pessoal disse estar cansada de sofrer agressões, preconceitos e que por mais importante que seja o fato de que será a primeira Trans a se formar em Direito na Universidade, isso não deveria ser uma exceção:

“Em breve serei a primeira trans a se formar em Direito na UFERSA e na cidade de Mossoró e isso me assusta. Me assusta saber que mesmo com anos de lutas, a maioria não consegue chegar aonde cheguei e nós precisamos mudar isso”, ressaltou.

Para a vereadora Isolda Dantas, a audiência foi finalizada com seus objetivos alcançados:

“Estamos muito felizes do nosso mandato permitir que sejamos protagonistas de uma audiência dessa importância que tem uma tarefa de lutar pela ampliação dos direitos e contra a LGBTFobia. Dos seis itens discutidos como proposições, quatro desses poderão ser elaborados e propostos pelo mandato e três deles, já na próxima terça-feira”, reforça Isolda.

 

Conheça os encaminhamentos retirados na audiência em Defesa dos Direitos das Pessoas LGBTS realizado nesta quinta-feira 18/05:

 

- Criação do Conselho Municipal de Políticas Públicas e Direitos Humanos das Populações LGBTs;

 

- Sugestão ao executivo para a implementação da Rede de Acolhimento para pessoas LGBTs em situação de risco pessoal e social com destaque para a criação também de uma casa abrigo;

 

- Sugestão de criação de um Organismo de Políticas Públicas para pessoas LGBTs;

 

- Criação do Dia Municipal dos Travestis e das Trans no dia 29 de janeiro;

 

- Criação do Dia Municipal da Visibilidade Lésbica no dia 29 de agosto;

 

- Luta pela revogação da Lei N° 118/2015 que trata das discussões sobre ideologia de gênero no município.


Assessoria de Imprensa vereadora Isolda Dantas

KelRest
KelRest disse:
06/06/2019 19h46
Cialis 20 Mg Price Trusted Algondones [url=http://viaonlineusa.com]viagra[/url] Over The Counter Ed Pills Walgreens
KelRest
KelRest disse:
29/06/2019 05h42
Levitra Nexium [url=http://cthosts.net]cialis 5mg[/url] Kamagra Without Prescription
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.