Alex do Frango defende melhor relacionamento entre secretários municipais e vereadores

por Sérgio Oliveira publicado 27/11/2019 13h29, última modificação 27/11/2019 13h29
Vereador defende que pessoas do bem entrem na política
Alex do Frango defende melhor relacionamento entre secretários municipais e vereadores

Alex do Frango discursa durante a sessão ordinária dessa quarta-feira . FOTO: Edilberto Barros

O debate em torno do relacionamento entre vereadores e secretários da Prefeitura de Mossoró foi a base do pronunciamento do vereador Alex do Frango (PMB), na manhã desta quarta-feira (27).  O vereador defendeu a tese de que a possível falta de abertura entre os secretários e o legislativo é do próprio vereador.

Entende Alex que é obrigação do secretário atender qualquer vereador que procure sua pasta, mas a própria Câmara não se impõe ao preferir se digladiar em plenário e não unir forças na defesa do respeito ao seu trabalho.

Lembrou Alex que nas ruas a população cobra tudo do vereador, porém quando a obra é realizada, os méritos são apenas da prefeita ou prefeito. “Isso acontece, porque nós estamos brigando e não exigimos respeito, mas como pedir para ser respeitado se agirmos sempre a favor de tudo que é determinado pelo executivo?”, questionou.

O vereador Alex do Frango defendeu sua posição citando como exemplo as emendas ao orçamento, que são rejeitadas por mera questão política. E lembrou ainda de suas propostas ao orçamento do município, que iriam beneficiar mulheres vítimas da violência doméstica, promover a recuperação da quadra de esportes do Santa Delmira, apoiar o movimento LGBT entre outros. As emendas foram derrubadas nas comissões formadas por vereadores da base de apoio da prefeita Rosalba Ciarlini, afirmou Alex do Frango.

Alex do Frango também fez referências ao pronunciamento de Ângela Maria de Sousa, que utilizou a tribuna popular na condição de representante da Associação Fundação Âncora, projeto social importante para população carente em Mossoró. “O vereador Manoel Bezerra disse para ela não se envolver com a política e eu digo o contrário, a política precisa do envolvimento de pessoas do bem, como ela representa. Por isso Ângela, entre sim na política”, reforçou.