Audiência na Câmara Municipal debate consequências da reforma da previdência

por Amanda Santana Balbi publicado 04/04/2019 12h40, última modificação 04/04/2019 12h40
Durante a audiência, autoridades e representantes da sociedade civil organizada ressaltaram as consequências da reforma para os trabalhadores e população carente
Audiência na Câmara Municipal debate consequências da reforma da previdência

Audiência Pública sobre a reforma da previdência, realizada na quinta-feria, 04 de abril

A Câmara Municipal de Mossoró realizou uma Audiência Pública sobre a reforma da previdência, na manhã dessa quinta-feira (04). A Audiência foi uma iniciativa do vereador Gilberto Diógenes (PT). O objetivo é expor as consequências que a reforma, proposta pelo Governo Federal, pode trazer para a população mais carente e trabalhadores rurais.

 Para debater os pontos da reforma, a Audiência contou com a participação dos deputados estaduais Isolda Dantas (PT), Allyson Bezerra (SD), o advogado Ronaldo Maia, representando a deputada federal Natália Bonavides, a presidente da CUT, Eliane Bandeira, a presidente do Sindisserpum, Marleide Cunha, o Diretor da Federação dos Trabalhadores Rurais do RN, Manoel Cândido e representantes da sociedade civil organizada.

O vereador Gilberto Diógenes abriu os discursos da mesa reforçando a necessidade da luta em defesa dos direitos trabalhistas. “Estamos passando por dificuldades históricas na questão da luta pela manutenção dos direitos dos trabalhadores. Mas iremos lutar contra isso. Se há a necessidade de fazer reforma, essa deve começar pelos grandes, os que têm privilégios, e não pelos trabalhadores”, protestou.

Interior

Para Isolda Dantas, a reforma trará graves consequências, principalmente para as cidades do interior. “O dinheiro que circula nas pequenas cidades vem, em grande parte, dos aposentados. Estas cidades vão quebrar caso a reforma passe. É necessário fazer a reforma, mas deve ser uma reforma que não prejudique o trabalhador, as mulheres, as pessoas mais carentes”, explicou.

Professores

O deputado estadual Allyson Bezerra se mostrou preocupado com o que a reforma pode ocasionar na aposentadoria dos professores, trabalhadores rurais e pessoas com deficiência física. “Quem diz que um professor, um agricultor ou deficiente físico é privilegiado na aposentadoria não conhece a realidade de trabalho e dificuldades que estas pessoas enfrentam no dia a dia. Comecem a reforma cobrando as grandes empresas devedoras da previdência social, cortando privilégio dos políticos e não penalizando os mais necessitados”, afirmou.

Brasília

A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (MDB) reforçou, durante aparte, a importância da realização da Audiência Pública na Câmara Municipal. “Algumas pessoas questionaram o motivo da Câmara Municipal de Mossoró realizar essa Audiência, já que quem vota são os deputados federais. É importante sim que os vereadores tenham um posicionamento definido sobre a reforma, pois vamos encaminhar um documento para Brasília, defendendo o direito dos mossoroenses”, finalizou.

Douglas Diógenes Holanda de Souza
Douglas Diógenes Holanda de Souza disse:
04/04/2019 18h41
Gostaria de saber da gravação do debate sobre a reforma da previdência. O vídeos e as fotos serão lançados nesse site?
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.