Câmara oficializa marco zero na Praça Vigário Antônio Joaquim

por Regy Carte publicado 10/10/2018 13h05, última modificação 10/10/2018 13h06
Projeto, de autoria de Francisco Carlos, foi aprovado ontem
Câmara oficializa marco zero na Praça Vigário Antônio Joaquim

Vereador Professor Francisco Carlos, autor do projeto (foto: Edilberto Barros/CMM)

O plenário da Câmara Municipal de Mossoró aprovou ontem (9), por unanimidade, a instituição do marco zero de Mossoró na Praça Vigário Antônio Joaquim, Centro, conforme o Projeto de Lei nº 137/18, de autoria do vereador Professor Francisco Carlos (PP).

O parlamentar explica que o marco zero será referência oficial, física e simbólica do local onde surgiu a cidade, já que todos os registros históricos apontam que Mossoró nasceu a partir da capela de Santa Luzia, largueada pela Praça Vigário Antônio Joaquim.

“Na realidade, até existe uma placa, na calçada da catedral, colocada por instituições culturais, mas que não é oficial, e o local onde se encontra é de difícil visualização, portanto, desconhecida até mesmo pelos habitantes da cidade”, observa o vereador.

Francisco Carlos acrescenta que, com a sanção da lei pelo Executivo, será afixada placa na praça, com os dizeres “Aqui, ao redor desta Praça, nasceu a cidade de Mossoró”, que será inaugurada com a reforma do espaço, prevista para dezembro.

O parlamentar registra que a ideia surgiu em debates da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, a qual preside na Câmara, por sugestão do historiador Geraldo Maia. “Mossoroenses e visitantes precisam conhecer esse fato histórico”, frisa Francisco Carlos.

Geraldo Maia do Nascimento
Geraldo Maia do Nascimento disse:
10/10/2018 15h00
Quero agradecer imensamente ao vereador Francisco Carlos e a todos os que fazem essa casa.
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.