Combate e prevenção ao uso de drogas é tema da Tribuna Popular

por Amanda Santana Balbi publicado 09/04/2019 11h22, última modificação 09/04/2019 11h22
Francisco Benevides trabalha em projetos que ajudam usuários de álcool, craque e outras drogas desde 1999 e destacou o trabalho Centro Terapêutico Nova Vida
Combate e prevenção ao uso de drogas é tema da Tribuna Popular

Francisco Benevides durante o uso da Tribuna Popular

       A Tribuna Popular da Câmara Municipal de Mossoró recebeu o enfermeiro Francisco Benevides, na manhã desta terça-feira (09), que falou sobre o crescente número de dependentes químicos em Mossoró e clamou por mais políticas públicas de combate e prevenção ao uso de drogas e apoio às famílias dos usuários.

         Francisco Benevides trabalha em projetos que ajudam usuários de álcool, craque e outras drogas desde 1999 e destacou o trabalho Centro Terapêutico Nova Vida, desenvolvido pela Assembleia de Deus e realizado pelo Heróis da Fé. “Lá realizamos a reinserção social desses usuários e de suas famílias na sociedade”, explicou.

Família

         Francisco explicou que para cada usuário existe cerca de 100 pessoas, entre familiares, amigos e vizinhos que também são prejudicados pelo vício. “Toda uma família fica doente com o usuário. Quando ajudamos uma pessoa a largar as drogas, estamos também ajudando a família dessas pessoas e os amigos que também adoecem com o sofrimento provocado”.

Câmara

         Os vereadores Izabel Montenegro, Alex Moacir, Manoel Bezerra, Ozaniel Mesquita, Rondinelli Carlos e Francisco Carlos apoiaram, durante apartes, o pronunciamento de Francisco Benevides. Para Raério Araújo e Petras, uma das saídas é a prevenção. “É muito difícil combater o vício. Precisamos prevenir que os jovens comecem a usar a droga e o esporte é um ótimo instrumento para isso”, complementou Raério.

FIA

         A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro destacou a importância do Fundo para Infância e Adolescência (FIA). “Mesmo com o excelente trabalho realizado pela Polícia Civil e Polícia Federal na investigação e apreensão de drogas, vemos que a quantidade de drogas é muito grande. A melhor forma é a prevenção e o FIA pode trazer recursos pra que Mossoró adote mais políticas públicas nesse sentido”, explicou.

            O FIA é um fundo público para financiar projetos em prol dos direitos da criança e do adolescente, para o qual os contribuintes podem fazer doações de até 6% do imposto devido. Em Mossoró, a arrecadação saltou de R$ 28 mil no ano passado para R$ 137 mil este ano – aumento de 471%, o maior do Brasil. O FIA não é doação, o dinheiro arrecadado é a quantia que já é devida ao Governo Federal, mas pode ser direcionado pelo contribuinte para o FIA do município.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.