Francisco Carlos defende indústria salineira do RN

por Regy Carte publicado 12/12/2018 13h21, última modificação 12/12/2018 13h21
Vereador diz que multas do Cade pode inviabilizar o setor no RN
Francisco Carlos defende indústria salineira do RN

Vereador Professor Francisco Carlos faz alerta em defesa da indústria salineira do RN (foto: Edilberto Barros/CMM)

Um tema de impacto direto na economia de Mossoró e do Rio Grande do Norte foi levantado pelo vereador Professor Francisco Carlos (PP), na sessão desta quarta-feira, 12, na Câmara Municipal. A questão diz respeito a multas aplicadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra alguns empresários da indústria salineira potiguar, que gira em torno dos R$ 300 milhões.

Entre outras exigências feitas, o vereador citou a determinação da redução do espaço ocupado, porém, se confirmadas as multas, o setor entrará em colapso, o que será ruim para a economia e a geração de empregos. “Lembrando que a maioria dos empresários do setor residem e investem no Rio Grande do Norte”, acrescentou Francisco Carlos, afirmando que essa situação abrirá espaço para a entrada de grandes conglomerados internacionais, por exemplo o Chile, que enviarão os recursos para suas sedes fora do Rio Grande do Norte e do Brasil.

Audiência

Para melhor aprofundar o tema e tornar mais consistente o apoio da Câmara Municipal ao setor, o vereador propôs a realização de uma audiência pública, oportunidade na qual outros seguimentos poderão se manifestar.

“Estamos na eminência de uma decisão judicial para obrigar o pagamento imediato das multas, por isso precisamos ser rápidos antes que alguém com uma canetada mude a indústria do sal como é hoje”, finalizou o professor Francisco Carlos, sugerindo que essa audiência aconteça ainda em 2018.

 

Por Sérgio Oliveira – Comunicação CMM

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.