Ozaniel Mesquita faz apelo para doação de sangue em Mossoró

por Amanda Santana Balbi publicado 16/07/2019 13h15, última modificação 16/07/2019 15h10
O vereador também denunciou problemas em UBS
Ozaniel Mesquita faz apelo para doação de sangue em Mossoró

Vereador Ozaniel Mesquita destaca problemas em UBS e incentiva doação de sangue durante discurso na sessão ordinária desta terça (16). FOTO: Edilberto Barros

Durante a sessão ordinária desta terça-feira (16), o vereador Ozaniel Mesquita (PL), que também é técnico de enfermagem e plantonista do SAMU, fez um apelo aos doadores de sangue de Mossoró para comparecerem ao Hemocentro. De acordo com o vereador, o Hemocentro está precisando de doações de todos os tipos de sangue, e principalmente do tipo B+.

 “Sou doador de sangue, mas não estou ainda no período de doar novamente. Faço esse apelo, pois recebi a informação de que o banco de sangue de Mossoró está precisando de doações. É um gesto simples que salva vidas”, defendeu. O Hemocentro de Mossoró está localizado próximo ao Hospital Regional Tarcísio Maia.

Segurança                                    

 Ozaniel também denunciou a insegurança que atinge as Unidades Básicas de Saúde de Mossoró e pediu soluções por parte da Prefeitura Municipal para que coloquem guardas municipais nas unidades. “     A UBS José Leão, no Alto da Conceição, foi assaltada. É urgente que a prefeitura disponibilize guardas municipais em todas as UBS para garantir a segurança da população e dos profissionais”, disse. Em aparte, o vereador Petras cobrou da prefeitura um plano de segurança nas UBS da cidade. “As rondas não resolvem”, explicou.

Medicamentos

 Em visita às Unidades Básicas de Saúde Maria Soares e Francisco Marques, Ozaniel Mesquita constatou a falta de medicamentos simples. “Ibuprofeno, AS, Dipirona, Lozartana estão em falta nas farmácias dessas unidades. São medicamentos simples, mas essências e que salvam vidas. A Secretaria Municipal de Saúde precisa resolver o problema com urgência”.

 Ainda em relação a estas UBS, o vereador denunciou a paralisação no atendimento odontológico. “Estão sem atendimento porque a cadeira do dentista está quebrada e falta material odontológico. Os profissionais estão indo trabalhar todos os dias, mas não conseguem atender”, finalizou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.