Raério contesta mensagem anual da prefeita Rosalba

por Sérgio Oliveira publicado 05/02/2020 13h12, última modificação 05/02/2020 13h12
Segundo vereador, falta emprego e saúde está abandonada
Raério contesta mensagem anual da prefeita Rosalba

Vereador Raério em pronunciamento na sessão desta quarta-feira, 5 (foto: Edilberto Barros/CMM)

Na sessão de terça-feira (4), a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, compareceu ao plenário da Câmara Municipal para a leitura anual de sua mensagem. Na oportunidade, a chefe do Executivo fez um balanço dos três primeiros anos de sua gestão e discorreu sobre aquilo que pretende realizar no último ano. Atento às palavras da prefeita, o vereador Raério Cabeção (PSD) discordou de alguns pontos.

O vereador disse haver ficado surpreso com o discurso vazio da prefeita, pois esperava que ela falasse como iria gerar emprego para os jovens de Mossoró. “Fiquei rindo com os feitos apresentados de coisas que não existem, pois o que nós estamos vendo são os jovens de Mossoró morrendo na bala ou se formando e tendo como única opção o emprego de gari”, disse.

Raério citou como exemplo o desemprego no setor da construção civil e, pela leitura da prefeita, vai continuar na mesma, pois não existiu e não existe nenhum projeto para gerar emprego nesta área, segundo ele.

Saúde

No setor de saúde, o quadro, na avaliação do vereador, é deplorável. O atendimento até existe nas unidades de saúde, porém não tem como combater as enfermidades da população, pois falta o material adequado. De acordo com Raério, a população só tem injeção para aliviar sua dor e mais nada.

Lembrou que falta aparelho de Raio-X e as mulheres não podem realizar um exame de ultrassonografia, pois também falta o equipamento adequado.

Raério também discorda da informação da prefeita de que existem pesquisas apontando a cidade de Mossoró como o melhor lugar para se viver no Rio Grande do Norte.

“Por fim, a prefeita criticou o ex-prefeito Silveira Júnior dizendo que recebeu um buraco nas finanças do município com salários atrasados. Ela só esqueceu de dizer que fez o mesmo quando era governadora do Rio Grande do Norte e vai fazer também em Mossoró com o empréstimo que será feito”, finalizou.