Raério Emídio critica R$ 7,8 milhões para aluguel de veículos

por Regy Carte publicado 21/11/2018 10h58, última modificação 21/11/2018 10h58
Vereador argumenta que existem áreas mais prioritárias no município
Raério Emídio critica R$ 7,8 milhões para aluguel de veículos

Vereador Raério Emídio, na sessão desta quarta-feira, 21 (foto: Edilberto Barros/CMM)

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (21), o vereador Raério Emídio (PRB) criticou aditivo da Prefeitura de Mossoró, no valor de R$ 7,8 milhões, em contratos para aluguel de veículos. O parlamentar argumenta que o montante, ou parte dele, poderia ser aplicado em áreas com mais necessidade.

“É o caso da saúde, que passa por um momento de extrema dificuldade, com filas de espera de cirurgias e exames, sobretudo de alta complexidade, falta de insumos e outros problemas. Fiz uma conta rápida, e o valor do aditivo de aluguel equivale ao total para compra de quase 200 carros populares”, sustenta Raério Emídio.

O vereador lembra que o aditivo de R$ 7,8 milhões se soma ao recente remanejamento de R$ 1,5 milhão para o Gabinete da prefeita Rosalba Ciarlini, conforme atos no Jornal Oficial de Mossoró (JOM). “Portanto, expresso minha indignação com prioridades equivocadas, enquanto  outras áreas mais importantes estão em crise”, frisa.

Raério Emídio também discordou procedimento na distribuição de filtros de água na zona rural de Mossoró. “A Prefeitura divulgou que é uma ação dela, mas esses filtros estavam na Emater desde 2014 e a distribuição foi pedida pelo Ministério Público, e a Prefeitura anunciando como ação de sua autoria”, acrescenta.

Somaram-se ao pronunciamento de Raério Emídio, em argumentações com discordâncias e concordâncias, os vereadores Ricardo de Dodoca (Pros), Maria das Malhas (PSD), Ozaniel Mesquita (PR), Rondinelli Carlos (PMN) e Alex do Frango (PMB).

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.