Vereador Gilberto confirma pedido de anulação de sessão e sugere fiscalização de hospital

por Sérgio Oliveira publicado 03/07/2019 12h19, última modificação 03/07/2019 12h19
Emissão de nota fiscal acontece com dificuldade em unidade hospitalar
Vereador Gilberto confirma pedido de anulação de sessão e sugere fiscalização de hospital

Gilberto Diógenes na sessão desta quarta-feira. FOTO: Edilberto Barros

Usando a tribuna durante sessão ordinária na quarta-feira, 03, o vereador Gilberto Diógenes (PT) abordou dois temas. No primeiro momento comunicou a entrada na justiça para anular a sessão que aprovou o fim do recolhimento da mensalidade sindical por parte da prefeitura e em seguida chamou a atenção para a dificuldade na emissão de nota fiscal pelo Hospital Wilson Rosado.

No judiciário, a bancada de oposição entrou com uma ação ordinária com pedido de tutela de urgência para anular a sessão da Câmara Municipal de Mossoró que aprovou o projeto do executivo que suspende o recolhimento da mensalidade sindical através da folha de pagamento da prefeitura. No entendimento do vereador Gilberto, a sessão presidida pelo vereador Rondinelli Carlos não tem validade, pois este não faria parte da composição da mesa diretora. “Era só esperar o decreto presidencial caducar, como realmente caducou. Mas a bancada de oposição, para ajudar o executivo não observou essa situação”, disse. No entendimento da oposição, o vereador Rondinelli violou o artigo 38 do Regimento Interno da Câmara.

Sonegação

 No segundo momento do seu pronunciamento, o vereador petista denunciou o que entende ser sonegação de imposto por parte do Hospital Wilson Rosado. “Na hora de exigir pagamento só atende se pagar, mas quando é para entregar a nota fiscal é a maior dificuldade e isso é sonegar sim”, reforçou Gilberto. O vereador sugeriu uma maior fiscalização por parte do estado e município junto ao hospital e as clínicas da cidade.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.