Vereador Raério reforça luta contra violência em Mossoró

por Amanda Santana Balbi publicado 26/02/2019 12h05, última modificação 26/02/2019 12h05
Morte de empresário gera revolta e parlamentar cobra providências
Vereador Raério reforça luta contra violência em Mossoró

Foto: Edilberto Barros

Depois de mais um final de semana marcado pela violência em Mossoró, o vereador Raério Cabeção (PRB) voltou a levantar o tema no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, hoje (26). Ele aproveitou o espaço no pequeno expediente e, na tribuna da casa do povo, destacou com pesar e revolta a morte do empresário Joaquim Abrantes Fernandes em sua própria residência, vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte).

Lembrou Raério que hoje em Mossoró a população não tem paz sequer dentro de casa. “Joaquim era uma pessoa boa, bastante querida no Abolição III, onde tinha uma madeireira e eu espero e faço um apelo à gloriosa Polícia Militar para elucidar esse crime. A sociedade mossoroense precisa de uma resposta rápida”, cobrou.

Na avaliação de Raério Cabeção, hoje, as pessoas saem de casa e sua família não tem certeza se estes retornarão. Para melhorar o combate aos bandidos, propôs o vereador, a própria Prefeitura poderia colaborar, pagando diárias operacionais para motivar os policiais. O vereador criticou o fato de, enquanto a população enfrenta o crescimento da violência, a prefeitura tem se preocupado em realizar festas, citando o evento Mossoró Cidade Junina. Por fim, ele reforçou sua postura de usar a condição de vereador para lutar pela diminuição da violência em Mossoró.

Chuva

Outro tema abordado na tribuna diz respeito ao período chuvoso no município. Mais uma vez, embora seja algo desejado por todos, principalmente o homem que trabalha no campo, o vereador Raério lamentou a falta de estrutura para conviver com esse período.

Novamente, disse o vereador, a Prefeitura não se preocupou, por exemplo, com a recuperação das vias de acesso as comunidades da zona rural. “Com a desejada chuva acontecendo, mesmo levando a alegria para aqueles que plantam, por outro lado gera transtornos com a lama, que impede o acesso nas estradas da zona rural”, denuncia.

Focando a zona urbana, avalia o vereador, a situação não é diferente. Como exemplo, Raério citou as ruas do bairro Pousada das Thermas que se encontram intransitáveis. Muitos buracos e lama devido o descaso do município que não cuidou do calçamento quando foi alertado.

 

Por Sérgio Oliveira – Comunicação CMM

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.