Vereadora Aline Couto critica interdição de escola pública

por Regy Carte publicado 14/11/2018 12h23, última modificação 14/11/2018 12h23
Escola Dix-sept Rosado foi abandonada pelo governo, denuncia
Vereadora Aline Couto critica interdição de escola pública

Vereadora Aline Couto discursa na sessão desta quarta-feira, 14 (foto: Edilberto Barros/CMM)

Caminhando de forma oposta ao que se prega, sobre a importância da educação, o governo Robinson Farias fechou mais uma escola pública em Mossoró. A denúncia é da vereadora Aline Couto, comunicando aos seus pares, com enorme tristeza, como disse em plenário, a interdição da Escola Estadual Dix-Sept Rosado, localizada na Avenida Alberto Maranhão, no bairro Bom Jardim.

A escola tem 69 anos de serviços prestados à educação mossoroense e agora tem suas portas fechadas por pura falta de zelo. “Hoje, com tristeza, revolta e desilusão, 1.228 alunos, junto com seus pais e professores, acompanham o quadro sem saber o que irão fazer, com a proximidade da conclusão do ano letivo. Isso é revoltante”, protestou a vereadora.

Aline denuncia que, além do fechamento da Escola Dix-Sept Rosado, cuja a reforma teria sido anunciada por três oportunidades no Diário Oficial do Estado, e nada foi feito, estão querendo também fechar a Escola Alfa Vile, no bairro Paredões. A vereadora adverte que, ao invés de se preocupar em fechar, deveriam recuperar a Escola Cunha da Mota e a José Nogueira, sem estrutura adequada.

Sobre a interdição, até o momento, o Estado não se pronunciou até quando pretende manter a escola fechada e, principalmente, quando vai começar a reforma prometida. “Se o equipamento público é municipal ou estadual, não importa, o que eu tenho que defender é minha cidade”, reafirma Aline Couto.

 

Por Sérgio Oliveira – Comunicação/CMM

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.