Notícias

por Interlegis — publicado 11/02/2021 14h16, última modificação 23/02/2021 16h13
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

Alex Moacir destaca sucesso do Mossoró Cidade Junina

por Sérgio Oliveira publicado 02/07/2019 12h25, última modificação 02/07/2019 13h35
Parlamentar comentou noticiário positivo do evento mossoroense
Alex Moacir destaca sucesso do Mossoró Cidade Junina

Alex Moacir ressalta importância econômica do MCJ 2019. FOTO: Edilberto Barros

O sucesso da edição 2019 do evento cultural Mossoró Cidade Junina, promovido pela Prefeitura Municipal, foi destaque na mídia local e nacional. Para marcar a repercussão positiva, o vereador Alex Moacir (MDB) comentou as informações publicadas no site UOL, blogs e jornais, nominando em sua fala a Tribuna do Norte de Natal.

Em todos eles se falou na iniciativa de que, mesmo enfrentando problemas naturais como períodos longos de estiagem (seca), cidades nordestinas, como é o caso de Mossoró, encontraram nos festejos juninos um investimento real de geração de emprego e renda. “Conversei com o pessoal da coleta seletiva e estes narraram a satisfação com o sucesso do evento que fez aumentar 200% no faturamento”, comentou Alex.

O vereador citou outro exemplo de um grupo vindo do Rio Grande do Sul para assistir ao espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró”, e ficou surpreso com a organização e segurança do evento. “Realmente a segurança foi destaque, tudo tranquilo sem nenhum problema”, confirmou. Assim, reforça o vereador, ganharam hotéis e restaurantes da cidade que sentiram o crescimento em sua clientela.

O vereador também destacou um estudo organizado pela Universidade Potiguar – UnP, que fez um levantamento sobre a questão econômica e como resultado comprovou que, para cada R$ 1,00 (Um real) investido no MCS, R$ 8,00 (Oito reais) retornam, ou seja, reforça a economia de Mossoró e gera novos empregos. Alex citou ainda o caso de um fotógrafo de Natal que faturou bem no “Pingo da Mei Dia” na abertura e retornou para trabalhar no “Boca da Noite”, último dia da festa. “Por fim, registramos o sucesso do Boca da Noite que encerrou a festa. Um evento da família, pois lá estavam pais, mães, filhos e netos. Foi uma festa para todas as idades”, concluiu. Na avaliação geral o MCJ de 2019 foi o melhor de todos já realizados, citando também a satisfação dos taxistas no período.

Raério Araújo reclama de obras paradas em Mossoró

por Amanda Santana Balbi publicado 02/07/2019 12h10, última modificação 02/07/2019 12h10
Vereador também clamou por atenção a zona rural
Raério Araújo reclama de obras paradas em Mossoró

Raério Araújo pede retorno de obras e atenção para as comunidades da zona rural de Mossoró. FOTO: Edilberto Barros

 A situação precária das estradas que dão acesso às comunidades da zona rural de Mossoró e as obras paralisadas pela Prefeitura de Mossoró foram os temas abordados pelo vereador Raério Araújo (PRB) durante a sessão ordinária desta terça-feira (02).

 “O acesso está muito difícil. A população da zona rural clama por atenção. Além das estradas a questão da segurança também é muito difícil, falta ainda iluminação e atendimento adequado nos postos de saúde”, exclamou o vereador.

 Sobre as obras paralisadas, o vereador fez uma lista e pediu o retorno urgente das obras para a Prefeitura de Mossoró. “O mercado do Bom jardim, o Centro de Reabilitação do Santo Antônio, a Unidade de Ensino Infantil dos bairros Independência e Jardim das Palmeiras, o Ginásio de Esportes Pedro Ciarlini são só alguns dos equipamentos públicos que estão com obras paradas”, protestou.

Corte no IBGE pode prejudicar mapeamento de autistas

por Amanda Santana Balbi publicado 02/07/2019 12h10, última modificação 02/07/2019 13h20
Na Tribuna Popular, associação alerta para possíveis prejuízos
Corte no IBGE pode prejudicar mapeamento de autistas

Associação dos Pais e Amigos dos Autistas protestam na sessão ordinária desta terça-feira. FOTO: Edilberto Barros

O corte de verba realizado pelo Governo Federal no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) pode prejudicar os autistas em todo o Brasil. É o que explicou José Roberto, presidente da Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Mossoró e Região (AMOR), durante o uso do espaço destinado a Tribuna Popular, na manhã desta terça-feira (02).

É que, com o corte no orçamento, as pesquisas terão uma quantidade bem menor de questões e aquelas relativas ao autismo correm o risco de ser retiradas. Um projeto de lei da deputada federal Camen Zanotto (CIDADANIA/SC), visa garantir que os censos demográficos realizados a partir de 2018 incluam as especificidades inerentes ao autismo, mas diversas questões como aluguel, posse de bens, situação de imigrantes, entre outras, devem ficar fora dos questionários.

Durante o uso da Tribuna, o presidente da AMOR pediu apoio dos parlamentares para impedir que as questões sejam retiradas. “Sabemos que é através dos Censos realizados pelo IBGE que o poder público pode pensar políticas públicas para a população. A retirada das questões sobre o autismo vai impedir o mapeamento dessas pessoas em todo o Brasil e dificultar a busca por políticas públicas”, reforçou José Roberto.

AMOR

José Roberto também aproveitou o espaço para falar sobre os objetivos da Associação, que a cada ano está mais organizada. “Somos vários pais e mães e estamos reunidos para buscar políticas públicas para os autistas em nossa cidade. Um dos objetivos que temos é conquistar uma sede que oferecerá terapias”.

 Os vereadores Petras (DEM) e Flávio Tácito (PCdoB) reforçaram o apoio dos vereadores da Câmara Municipal de Mossoró a causa. “Pode contar com nosso apoio, com o apoio de todos desta Casa. A união faz a força. E estaremos sempre a disposição”, reforçou Flavinho.

Fundações entregam certificados de cursos de qualificação

por Regy Carte publicado 28/06/2019 13h54, última modificação 28/06/2019 13h54
Solenidade foi realizada nesta sexta-feira, na Câmara
Fundações entregam certificados de cursos de qualificação

Entrega de certificados ocorreu nesta sexta-feira, na Câmara de Mossoró (foto: Edilberto Barros/CMM)

A Fundação Vereador Aldenor Nogueira e a Fundação Ulysses Guimarães no Rio Grande do Norte (FUG/RN) realizaram, na manhã desta sexta-feira (28), na Câmara Municipal de Mossoró, a entrega de certificados de cursos de formação que foram oferecidos aos servidores públicos em 2017.

Na cerimônia de entrega, o presidente da FUG/RN, Gleire Belchior, e a diretora-geral da Fundação Vereador Aldenor Nogueira, Vera Cantídio anunciaram o lançamento de mais um curso de formação, que será oferecido aos vereadores e servidores da Câmara. “O objetivo é oferecer uma formação cada vez melhor aos servidores no serviço público e aperfeiçoar o trabalho dos vereadores”, explicou Gleire.

A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (MDB), agradeceu a iniciativa e enalteceu o papel da FUG na construção de um Brasil melhor. “Não se resolve nada, nem no Brasil ou no mundo, senão através da política. A qualificação daqueles que lidam diretamente com a política é essencial”, declarou.

A cerimônia também contou com a participação de outros vereadores, vice-prefeita Nayara Gadelha, que parabenizou a Câmara e as fundações pela iniciativa. “Os cursos oferecidos possibilitam o crescimento profissional dos participantes e o trabalho que desenvolvem na Câmara”, concluiu.

Câmara e Sebrae discutem alternativas econômicas para Mossoró

por Regy Carte publicado 28/06/2019 13h45, última modificação 28/06/2019 13h45
Audiência, nesta sexta-feira, trata novas possibilidades para o município
Câmara e Sebrae discutem alternativas econômicas para Mossoró

Audiência no Sebrae, nesta sexta-feira: alternativas para Mossoró em pauta (foto: Regy Carte)

Identificação de oportunidades para diversificar e reaquecer a economia de Mossoró em alternativa a atividades tradicionais em declínio, como o petróleo. Esse foi o foco de audiência da presidente da Câmara Municipal, Izabel Montenegro (MDB), com o gerente do escritório regional no Oeste do Sebrae, Paulo Miranda, nesta sexta-feira (28), no Sebrae de Mossoró.

A reunião, com a presença do analista do Sebrae João Vidal, levantou possibilidades de negócios. Entre elas, tornar Mossoró polo na produção de peças para torres geradoras de energia eólica tanto de metal, ao aproveitar expertise local em metal mecânica do setor do petróleo, quanto de concreto, haja vista bacia de calcário e três fábricas de cimento na região.

Têxtil

“Também se poderia tentar fazer de Mossoró um interposto de venda de confecção por sua localização estratégica. Começaríamos vendendo moda e depois passaríamos a produzir peças. Vide o exemplo de cidades medianas, como Toritama (PE) e Santa Cruz do Capibaribe (PE), que se tornaram referência até internacional na produção de confecção”, comenta Izabel.

Essas alternativas poderiam ser fomentadas pelo Sebrae, através de consultoria técnica de gestão, formação em empreendedorismo, diagnóstico de mercado, e por novos parceiros, como o Banco do Nordeste, por meio de financiamento, e do Município e do Estado, que seriam indutores de políticas públicas para formação de mão de obra e outras ações.

Tecnologia

Paulo Miranda apontou como um dos focos do Sebrae referenciar Mossoró em invocação de tecnologia. Lembrou da assinatura, em maio, de protocolo de intenções referente ao Parque Tecnológico do Oeste. “Hoje, as maiores empresas do mundo são de tecnologia. A intenção é atrair empresas da área para produzir conhecimento e riqueza na região”, diz.

João Vidal convidou a Câmara a se reintegrar ao projeto turístico Rota das Falésias (roteiro integrado entre Ceará e Rio Grande do Norte), em encontro para lançamento de associação de empresas do setor, dia 10 de julho. “Também queremos a parceria da Câmara para atualização da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas em Mossoró”, acrescenta.

Izabel Montenegro sugeriu dar sequência ao diálogo, com eventuais novos parceiros, para aprofundar a viabilidade das ideias. “Mossoró precisa se reinventar do ponto de vista econômico. Não dá para viver sempre do petróleo, do sal e da fruticultura. Precisa encontrar novas alternativas, e isso começa com pequenas atitudes”, defende a vereadora.

Câmara celebra história de sucesso do Mossoró Cidade Junina

por Regy Carte publicado 27/06/2019 21h52, última modificação 27/06/2019 21h52
Sessão solene foi realizada na noite desta quinta-feira
Câmara celebra história de sucesso do Mossoró Cidade Junina

Professora Isaura Amélia foi uma das oradoras da sessão solene (foto: Edilberto Barros/CMM)

A Câmara Municipal de Mossoró realizou sessão solene, na noite desta quinta-feira (27), para homenagear os 23 anos do Mossoró Cidade Junina (MCJ) e os 18 anos do Chuva de Bala no País de Mossoró. A solenidade foi proposta pela presidente do Legislativo, Izabel Montenegro (MDB), com apoio dos demais 20 vereadores.

Pronunciaram-se na cerimônia o vereador Professor Francisco Carlos (PP), ex-secretário municipal, professora Isaura Amélia de Sousa Rosado, secretária municipal quando da criação da festa, prefeita Rosalba Ciarlini, à frente do Executivo no começo dos festejos, ao concentrar “arraiás” de bairros na Estação das Artes Eliseu Ventania.

A sessão solene coroou a fase final do MCJ 2019 e reconheceu – através de medalhas, troféus, diplomas e títulos da Câmara – personagens que contribuíram com a festa junina, como ex-prefeitos, ex-secretários, atores, músicos, comerciantes, entre outros. A cerimônia foi prestigiada por autoridades do Município, do Estado e da União.

 

 

HOMENAGENS

Medalha de Reconhecimento Celina Guimarães

Maria Isolda Dantas de Moura

Autor: vereador Alex do Frango

 

Medalha do Mérito Cultural Vingt-Un Rosado

Mescias Gomes de Melo

Autor: vereador Alex do Frango

 

Troféu Neném do Baião

Cícero de Sousa Lima

Autor: vereador Didi de Arnor

 

Medalha de Reconhecimento Celina Guimarães

Isaura Amélia de Souza Rosado

Autor: vereador Flávio Tácito

 

Medalha do Mérito Cultural Vingt-Un Rosado

Clézia da Rocha Barreto

Autor: vereador Professor Francisco Carlos

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

José Antônio da Silva

Autor: vereador Gilberto Diógenes

 

Título de Cidadão Mossoroense

Maria Baracho da Cunha

Autora: vereadora Izabel Montenegro

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Antônia Lucia da Silva (Tony Silva)

Vereador: vereador Manoel Bezerra

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Kleber Pinheiro de Medeiros

Autora: vereadora Maria das Malhas

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Marcos Leonardo

Autor: vereador Ozaniel Mesquita

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Carlos José da Silva

Autor: vereador Petras Vinícius

 

Título de Cidadão Mossoroense

Medalha do Mérito Cultural Vingt-Un Rosado

Francisco Canindé dos Santos

Autor: vereador Raério

 

Medalha do Mérito Cultural Vingt-Un Rosado

Francisco Lopes de Holanda

Autor: vereador Raério

 

Medalha Benzedeira Dona Clinária

Jerônymo Gustavo de Góis Rosado

Autor: vereador Ricardo de Dodoca

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Luiz Eduardo Lima Moura Falcão

Autor: vereador Rondinelli Carlos

 

Medalha de Reconhecimento da Câmara

Francisco Carlos Carvalho de Melo

Autor: vereador Tony Cabelos

 

Troféu Gonzaga Chimbinho

Rosalba Ciarlini Rosado

Maria de Fátima Rosado Nogueira

Cláudia Regina Freire de Azevedo

Antônio Gonzaga Chimbinho (in memoriam)

Francisco José Lima da Silveira Júnior

Autora: Mesa Diretora

 

Medalha do Mérito Cultural Vingt-Um Rosado

Roberta Schumara Filgueira Nogueira

João Maria Marcelino de Oliveira

Tarcísio Gurgel dos Santos

Danilo César Guanais de Oliveira

Liana Maia Duarte de Miranda

Diana Pinheiro Fontes

Caio Vitor Gonzaga Padilha

Carlos Roberto da Silva Furtado Daldelino

Autora: Mesa Diretora

 

Audiência cobra valorização do servidor municipal da Saúde

por Regy Carte publicado 27/06/2019 13h25, última modificação 27/06/2019 13h25
Reunião, nesta quinta-feira, foi proposta pelo vereador Ozaniel Mesquita
Audiência cobra valorização do servidor municipal da Saúde

Audiência pública reuniu servidores da Saúde, vereadores e outros interessados no tema (foto: Edilberto Barros/CMM)

A Câmara Municipal de Mossoró realizou, na manhã desta quinta-feira (27), audiência pública para debater progressão por mérito profissional da carreira de servidores da saúde da Prefeitura de Mossoró. A reunião apontou caminhos para valorização da categoria.

Proponente da reunião, o vereador Ozaniel Mesquita (PL) justifica a audiência pública ao descumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores da Saúde (Lei Complementar n º 020/2007), que, embora em vigor há 12 anos, ainda não foi regulamentada. “Também não há nenhuma providência para sua aplicação”, lamenta.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum), Marleide Cunha, defende reformulação no Plano de Cargos por considerar a Lei Complementar 020/2007 deficiente, injusta e, em alguns pontos, ilegal.

“A lei não contempla todos os profissionais, não permite avanço na carreira, há profissional que trabalha 40 horas, mas recebe por 20 horas e os plantões são pagos de forma nominal, quando deveria ser por percentual sobre o salário”, exemplifica Marleide.

O quadro foi complementado pela presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde Municipal, Iochabel Monteiro, ao dizer que a categoria sequer pede mais dinheiro no salário, e sim dignidade para sobrevivência. “Há colegas trabalhando 72 horas consecutivas, uma jornada desumana. Faltam salário digno e condições de trabalho”, lamenta.

Preocupação

Representante na audiência da secretária municipal de Saúde, Saudade Azevedo, Mirna Lima reconheceu os problemas e a necessidade de adequar o Plano de Cargos e Carreira à atual realidade. Atribuiu à carga excessiva de trabalho não apenas à necessidade de sobrevivência, mas ao déficit de pessoal na saúde de Mossoró.

“A discussão é necessária. A secretária Saudade já está colocando a necessidade de novo concurso público, mas, antes disso, aperfeiçoar o Plano de Cargos para dar suporte aos atuais e futuros servidores”, disse Mirna Lima, ao acrescentar que já solicitado estudo financeiro para amadurecer valorização salarial da categoria.

Representatividade

Representante do Sindicato dos Médicos do RN e do Conselho Regional de Medicina, Ronaldo Fixina reforçou a necessidade de valorização do trabalhador. “Sem saúde não há família, sem saúde não há desenvolvimento”, observou o médico, sucedido na tribuna por Francisco Sales Terceiro, representante do Conselho Regional de Enfermagem (Corem), Wellington Fernandes, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), e Gilberto Pedro, presidente Conselho Municipal de Saúde.

Também reforçaram a valorização do servidor da saúde os vereadores Gilberto Diógenes (PT), Genilson Alves (PMN), Alex do Frango (PMB), Raério (PRB), Rondinelli Carlos (PMN), Tony Cabelos (PSD), Emílio Ferreira (PSD), Izabel Montenegro (MDB), Petras (Democratas), Francisco Carlos (PP) e Maria das Malhas (PSD), presentes à audiência. Outros parlamentares apoiam a causa, mas justificaram ausência na reunião.

A audiência pública reuniu servidores da saúde, de diversas categorias, que lotaram as galerias do plenário. Os trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Mossoró também se pronunciaram na reunião, e reforçaram a defesa por mais condição de trabalho e atendimento digno.

Câmara debate progressão na Saúde nesta quinta-feira

por Regy Carte publicado 26/06/2019 13h21, última modificação 26/06/2019 13h21
Audiência pública é proposta pelo vereador Ozaniel Mesquita
Câmara debate progressão na Saúde nesta quinta-feira

Ozaniel Mesquita é o responsável pela audiência pública que debaterá situação dos servidores da saúde do município. FOTO: Edilberto Barros

A Câmara Municipal de Mossoró realizará audiência pública para debater progressão por mérito profissional de servidores da saúde municipal, nesta quinta-feira (27), às 9h, por proposição do vereador Ozaniel Mesquita (PL).

A audiência reunirá servidores, representantes de sindicatos, da Prefeitura e de outros segmentos interessados no tema. Há relatos de atraso na promoção de funcionários da saúde, embora prevista em lei.

Segundo Ozaniel, a reunião visa a ouvir as partes interessadas e buscar uma intermediação com o Poder Público. “Os servidores da Saúde realizam importante trabalho e precisam ter seus direitos respeitados”, diz.

Raério Cabeção denuncia escuridão nas zonas urbana e rural de Mossoró

por Sérgio Oliveira publicado 26/06/2019 12h50, última modificação 26/06/2019 13h02
Cidade também continua convivendo com buracos nas ruas e avenidas, denuncia vereador
Raério Cabeção denuncia escuridão nas zonas urbana e rural de Mossoró

Raério Araújo na sessão ordinária dessa quarta-feira. FOTO: Edilberto Barros

 O cair da noite é sempre momento de apreensão para a população mossoroense, com o crescente número da violência. Esse quadro tende a ficar pior por conta da péssima qualidade da iluminação pública, deixando a cidade praticamente às escuras em suas regiões urbana e rural. O problema foi levantado pelo vereador Raério Cabeção (PRB) ao cobrar mais atenção na prestação desse serviço por parte do poder público municipal.

Em visita ao bairro Nova Vida, na zona leste da cidade, Raério disse que ficou preocupado com a escuridão nesta comunidade e na saída para Natal, já nas proximidades da BR-304 a partir do viaduto. “Enquanto isso, na votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, derrubaram minha emenda que visava dotar o município de iluminação com luz de LED”, lamentou.

Na avaliação do vereador Raério, esse problema da falta de iluminação é o pior vivido por Mossoró nos últimos 40 anos e hoje, reforçou, a população cobra do vereador de forma direta ou através do rádio por uma solução. Por sua vez a prefeitura fala no investimento de R$ 24 milhões em lâmpadas LED, mas no entendimento do vereador esse benefício fica apenas no discurso e não chegou à população.

Raério citou ainda que ao chegar na comunidade rural de Bela Vista, além do lixo, também encontrou muita escuridão. “E esse é o quadro geral em toda área do município”, reforça. O edil lamenta que hoje só se fale na festa do Mossoró Cidade Junina e os verdadeiros problemas sejam deixados de lado. Além da escuridão e o lixo, reforçam a lista de dificuldades para o povo, os buracos na Avenida Rio Branco, Estrada da Raiz, Pousada das Thermas e bairros em seu entorno.

 

Ozaniel diz que emendas derrubadas beneficiariam população na saúde

por Sérgio Oliveira publicado 26/06/2019 12h45, última modificação 26/06/2019 13h02
Vereador convida população para audiência pública na Câmara Municipal
Ozaniel diz que emendas derrubadas beneficiariam população na saúde

Ozaniel Mesquita durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Mossoró. FOTO: Edilberto Barros

 A Câmara Municipal de Mossoró aprovou esta semana, durante sessão realizada na terça-feira, 25, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020, que fornece bases para a produção da Lei Orçamentária Anual (Orçamento Geral do Município), no final do ano. Na votação, várias emendas ao projeto original enviado a casa pelo poder executivo foram discutidas, aprovadas ou rejeitadas.

Entre o material vetado pela maioria dos parlamentares estavam algumas emendas apresentadas pelo vereador Ozaniel Mesquita (PL). Segundo ele, ao todo eram 16 emendas das quais apenas 02 passaram na comissão de orçamento, porém foram derrubadas em plenário. “Nossas emendas proporcionariam benefícios no setor da saúde, infelizmente não foram aceitas e, mesmo assim, nós vamos continuar fazendo nossa parte”, explicou.

 Para exemplificar, o vereador citou a emenda que sugeria ao município criar o setor de Prevenção de Doenças Crônicas, entre as quais a diabetes. Outra proposta do vereador seria a implantação do atendimento nutricional nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). O vereador também sugeriu, e foi rejeitada, a implantação de equipamentos de Raio-X nas Unidades de Pronto Atendimentos (UPA) entendendo que esta medida iria desafogar o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) além de instalar salas de estabilização de pacientes (entubar) na UPA, o que levaria alívio a pacientes e seus familiares enquanto aguardam vaga na UTI.

Convite

O vereador Ozaniel Mesquita aproveitou para convidar a população de Mossoró, em especial os servidores públicos do município da área da saúde, para participar de audiência pública nesta quinta-feira, 27, na Câmara Municipal. A partir das 9h será debatida a Progressão por Mérito Profissional de Servidores da Saúde.

 

Ações do documento